quinta-feira, março 31, 2011

Nuvem radioactiva do Japão não foi detectada em Portugal

Há razão em Portugal para ter medo da nuvem radioactiva lançada pela central japonesa de Fukushima?

Até agora não há, se não forem libertados mais materiais da central, porque as estações de detecção de radioactividade nos Açores, onde a nuvem chegaria primeiro, depois de atravessar o Pacífico, cruzar os Estados Unidos e passar pelo Atlântico, não mediram nada desde o acidente. Em Ponta Delgada há duas estações: uma da Rede de Alerta da Radioactividade do Ar (RadNet) da Agência Portuguesa do Ambiente; a outra, muito sofisticada, que mede elementos radioactivos separados, é da Organização do Tratado Alargado de Proibição dos Testes Nucleares, uma agência da ONU com estações pelo mundo, e que é operada pelo Instituto Tecnológico e Nuclear (ITN), em Sacavém. "Nenhuma destas estações detectaram fosse o que fosse", diz Pedro Vaz, responsável pela Unidade de Protecção e Segurança Radiológica do ITN. Nem as restantes 11 estações da RadNet, uma na Madeira e as outras em Portugal continental, que medem a dose ambiental total da radioactividade, detectaram alguma coisa. Quando se pergunta a João Oliveira Martins, da RadNet, se as estações assinalaram um aumento da radioactividade relacionada com as partículas da nuvem, a resposta é: "Absolutamente nada. Os nossos sensores não mediram variações na radioactividade ambiente."

Então e os mapas que mostraram uma nuvem a avançar desde a central, entre 12 e 15 de Março, pelo mundo fora?

Na realidade, esses mapas são simulações do trajecto da nuvem, que, segundo os seus resultados, chegou há cerca de uma semana a França, ao território continental português e a outras zonas europeias. Ou seja, são o resultado de modelos de dispersão atmosférica feitos, por exemplo, pelo Instituto de Meteorologia de França ou pela National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) dos EUA. Foi, aliás, o modelo das trajectórias de massa de ar da NOAA que Félix Rodrigues, da Universidade dos Açores, usou para ver se elementos radioactivos de Fukushima, como o xénon-133 e o césio-137, chegariam aos Açores, tanto à superfície como a mais de dois mil metros, até porque, diz, o arquipélago já foi afectado por chuvas radioactivas entre os anos 60 e 90 devido aos testes nucleares. Baseou-se também em estimativas, incertas, do Instituto de Radioprotecção e Segurança Nuclear francês para as emissões da central. Os resultados para os Açores coincidem com os modelos de outros cientistas, diz Félix Rodrigues. A diferença, acrescenta, é que as outras equipas não calcularam se haveria acumulação na atmosfera dessas substâncias radioactivas. "Vi que há sempre diluição. As concentrações que chegariam cá seriam milhares de vezes inferiores às de Fukushima", diz. "Qualquer aparelho que medisse esse acréscimo à superfície, ele confundir-se-ia com as oscilações normais emitidas pela atmosfera, rochas ou solo.

"Com a rede francesa de detectores também nada foi medido, embora análises a amostras recolhidas em solo francês tenham encontrado vestígios ínfimos, explica José Marques, do ITN e da Faculdade de Ciências de Lisboa. A rede dos EUA, diz ainda, também detectou níveis mínimos, mas esse país está mais perto da central. Portanto, partículas da nuvem radioactiva chegaram, ou não, a Portugal?

Segundo os modelos de dispersão atmosférica, sim. Segundo as medições nas estações, incluindo a da rede internacional nos Açores, não. Até pode ter-se dado o caso de algumas partículas terem sido trazidas até Portugal. Mas ou ficaram a grande altitude, pelo que não foram medidas à superfície, ou, se caíram, foi em valores tão ínfimos que a rede não as detectou, pelo que não põem em perigo a saúde pública. "No modelo, há transporte de partículas. Mas não há medições que confirmem que afectaram a superfície", diz Félix Rodrigues.

Por que não coincidem os modelos e as medições?

As estações medem o que existe, explica Pedro Vaz, enquanto os modelos partem da estimativa das emissões de Fukushima ("esses dados não são ainda fiáveis") e incluíram variáveis como vento e chuva, que podem ter alterado o trajecto da nuvem e tê-la dispersado nos dez mil quilómetros até Portugal.

(In Público)

4 Comments:

Blogger oakleyses said...

tiffany and co, christian louboutin shoes, polo ralph lauren outlet, coach purses, nike free, longchamp handbags, coach factory outlet, louis vuitton outlet, tiffany and co, louis vuitton, gucci outlet, kate spade handbags, louis vuitton outlet, true religion jeans, tory burch outlet, kate spade outlet, prada handbags, air max, michael kors outlet, chanel handbags, burberry outlet, ray ban sunglasses, oakley sunglasses, burberry outlet, prada outlet, nike shoes, michael kors outlet, longchamp outlet, louis vuitton handbags, ray ban sunglasses, coach outlet, jordan shoes, michael kors outlet, louboutin outlet, michael kors outlet, polo ralph lauren outlet, air max, michael kors outlet, michael kors outlet, coach outlet store online, louis vuitton outlet stores, oakley sunglasses cheap, oakley sunglasses, true religion jeans, louboutin, longchamp handbags, louboutin

11:43 da tarde  
Blogger oakleyses said...

hollister, louis vuitton uk, michael kors, sac burberry, true religion outlet, nike tn, vans pas cher, abercrombie and fitch, nike roshe run, nike air max, michael kors, louboutin, oakley pas cher, timberland, nike free pas cher, north face, nike trainers, polo ralph lauren, mulberry, ray ban pas cher, michael kors pas cher, new balance pas cher, ray ban sunglasses, air max, air force, barbour, sac longchamp, sac louis vuitton, vanessa bruno, lululemon, sac guess, sac louis vuitton, air jordan, sac hermes, louis vuitton, true religion outlet, nike free, air max, longchamp, hogan outlet, nike roshe, hollister, ralph lauren, north face, polo lacoste, air max pas cher, converse pas cher, nike blazer

11:51 da tarde  
Blogger oakleyses said...

hollister, herve leger, canada goose, insanity workout, nfl jerseys, canada goose, soccer jerseys, north face outlet, p90x, ugg, uggs outlet, canada goose, marc jacobs, new balance shoes, ugg pas cher, canada goose outlet, ferragamo shoes, canada goose uk, celine handbags, jimmy choo outlet, abercrombie and fitch, reebok outlet, mac cosmetics, longchamp, wedding dresses, ugg boots, beats by dre, mcm handbags, asics running shoes, ghd, giuseppe zanotti, babyliss pro, soccer shoes, canada goose jackets, ugg boots, ugg australia, lululemon outlet, birkin bag, mont blanc, north face jackets, nike huarache, nike roshe run, bottega veneta, chi flat iron, rolex watches, instyler, vans shoes, valentino shoes

12:11 da manhã  
Blogger oakleyses said...

montre homme, iphone 6 cases, thomas sabo, swarovski crystal, hollister clothing store, swarovski, lancel, rolex watches, moncler, ray ban, wedding dresses, air max, hollister, ugg, ralph lauren, coach outlet store online, pandora jewelry, converse, baseball bats, oakley, louboutin, juicy couture outlet, moncler, gucci, air max, pandora charms, hollister, moncler outlet, timberland boots, louis vuitton, toms shoes, juicy couture outlet, canada goose, vans, parajumpers, moncler, ugg, pandora charms, canada goose, moncler, moncler, links of london, converse shoes, moncler, supra shoes, karen millen

12:11 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home